BUTCHER BABIES – «Lilith»

Daqui a 100 anos, quando se fizer uma história detalhada do heavy metal e seus subgéneros, os capítulos que quase todos os leitores saltarão dirão respeito ao nu-metal e ao metalcore. Não porque estes estilos sejam maus per se – não é o caso, certamente – mas porque, contas feitas por alto, é perfeitamente argumentável que o rácio entre as propostas interessantes e as absolutamente dispensáveis seja demasiado desequilibrado para o lado destas últimas, mais do que em qualquer outro estilo do espectro metálico. Nesta balança, os (ou “as”, visto terem duas frontwomen) Butcher Babies estão mais ou menos a meio: não são do melhor que veio do nu-metal e do metalcore (a banda cruza os dois) mas também não serão do piorzinho. Em particular, Heidi e Carla, as vocalistas, conseguem introduzir alguma dinâmica ao alternarem registos melódicos e agressivos – sim, isto é o bê-á-bá do nu-metal, mas façamos de conta que não há milhões de bandas com o mesmo esquema – e as faixas, mesmo seguindo os clichés do estilo (onde se nota clara influência de Slipknot, Linkin Park, etc.), conseguem aqui e ali captar a atenção do ouvinte, como por exemplo em “POMONA (Shit Happens)”. «Lilith» é já o terceiro longa-duração dos/das Butcher Babies, o que significa não serem um acontecimento efémero. Aposta da Century Media, justificam pelo menos que os admiradores destas sonoridades (porque também os há!) lhes prestem umas escutadelas.

[6/10] Helder Mendes

Label: Century Media

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*